Mulher patriarcado Sagrado Feminino

Continuando a semana da mulher…

Muito se fala da desunião entre as mulheres, mas isto está mudando e nem sempre foi assim. Para quem não sabe, esta história de mulheres não serem amigas veio do patriarcado, que reprimiu o nosso poder e incitou a nossa desunião. Bem antes dele havia uma irmandade de mulheres que se apoiavam e se ajudavam. A União faz a força. Todos nós conhecemos este ditado. O que fazer então para quebrar a força? Desunir. Foi isto o feito pelo patriarcado, que é entendido aqui como uma dominação exagerada do masculino, que não necessariamente quer dizer o homem, pois este acaba sendo também, de uma forma ou de outra, vítima dessa estrutura social. Quanto que o homem é cobrado também! Quanta mulher reafirmando esta sociedade patriarcal por ignorância, comodismo, ou medo! Mulheres têm que conquistar seus direitos sendo mulheres e não se transformando em homens, isto só reforça mais esta sociedade vigente há tantos séculos. Homens e mulheres são diferentes, cada um com sua missão e importância. Os direitos são iguais porque somos seres humanos e porque acredito em liberdade, mas temos nossas peculiaridades e é isto que dá a beleza. A diferença é importante e a complementação necessária. Numa época longínqua em que o Sagrado Feminino era conhecido e respeitado, em que não existia patriarcado, em que a Deusa era reverenciada, havia muito mais união, entre todos, diga-se de passagem, mulheres e homens.
Anna Leão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »