BLOG METAMORFOSE

Corona vírus – o que aprender com essa pandemia?

corona vírus pandemia

O mundo todo está num momento de recolhimento, atenção e introspecção. Essa pandemia do corona vírus nos faz acordar para duas importantes Leis Espirituais do Universo: a Lei da Impermanência e a Lei da Interconexão.

Através da primeira tomamos consciência da nossa vulnerabilidade, o que não é algo ruim como pode parecer, porque nos tira do trono de nossa autoimportância quando as coisas não saem como planejamos. Quanta mudança de planos neste momento, não é mesmo?

A Lei da Impermanência, como já falei em um texto dedicado a ela, nos mostra que nada é seguro, que tudo muda, pois tudo está em constante movimento. Mas não é uma Lei para ser temida, apenas aceita e compreendida. Uma Lei que nos dá a oportunidade de olharmos para o novo, de fazermos diferente, de nos adaptarmos e até mesmo de nos reinventarmos.

Já a Lei da Interconexão nos dá a oportunidade de exercermos o altruísmo, algo tão importante para a evolução do nosso mundo é de nós mesmos. Este altruísmo começa por nos sentirmos parte e não os únicos. É termos a consciência de que precisamos nos preocupar com todos, e não só conosco. Por exemplo, eu posso não estar em um grupo de risco, mas vou ter cuidado para não ser agente transmissor para alguém que esteja neste grupo. Não importa se o conheço ou não. É ser humano como eu, e por isso tem o direito à vida tanto quanto eu.

Tudo que acontece, no momento, em escala mundial é a oportunidade que o Universo nos dá para acordarmos, sair de nós mesmos e olharmos o Todo. Não adianta, gente, o Universo não olha para o indivíduo, ele olha para o Todo. Se quisermos estar bem, temos que estar em harmonia com suas Leis e não contra elas. Precisamos agir sempre dentro do coletivo, mesmo que nossos objetivos sejam individuais.

Não é contraditório como pode parecer. Nossos objetivos individuais precisam ter propósitos maiores, altruístas, que beneficiem os demais. Porém, isso pode acontecer em varias níveis e indiretamente.

Se nos trabalhamos internamente e realizamos nossos sonhos, nossos objetivos, isso nos faz sermos pessoas mais realizadas. E a felicidade de nossas realizações contagia o mundo de uma forma positiva. É por isso que a inveja é algo descabido, pois a realização do outro também reverbera positivamente em mim e vice-versa, pois não esqueça, estamos todos conectados.

Mas porque falo em nos trabalharmos individualmente? Porque com este descortinar de nós mesmos, com este autoaprimoramento e autoconhecimento, não vamos visar um objetivo que prejudique alguém. Não vamos visar um objetivo baseado no ego e egoísmo, e sim na essência. E quando é ela, a essência, que comanda, tudo é positivo, tudo flui, tudo é divino e altruísta.

Essa pandemia também vem nos dar a chance de fazermos este trabalho interno. Precisamos ficar em casa, isto quer dizer, ficar mais com nós mesmos. Vamos aproveitar pra mergulharmos em nós e nos descobrirmos mais. Vamos aproveitar pra fazermos aquelas coisas que sempre queremos fazer e a falta de tempo nos impede.

Ler um livro, estudar alguma coisa, arrumar armários, fazer planejamentos, desenferrujar um dom criativo, fazer alguma arte, meditar, pensar na vida, agradecer por ela, escrever seus pensamentos, sentimentos e ideias, enfim, a lista é enorme e infinita. É só usar a criatividade e perceber do que você precisa. O que o Universo está lhe dando a chance de fazer? O que o Universo, neste momento, está lhe pedindo que melhore?

Anna de Leão (Favor mencionar fonte e autoria ao reproduzir este texto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »