Sem categoria

FIM DE ANO

De Metamorfose

Estamos já em dezembro! Como este ano passou rápido! Pensando bem, acho que a cada ano falamos isto, não é?

Mas a questão é que de muitos anos para cá o tempo vem passando mais rápido. Há uma teoria que diz que isto é fato. Já outros acham que sentimos isto a partir de uma certa idade.

Eu acredito que o tempo esteja mesmo mais acelerado, e nós também estamos acelerados como ele.

Mesmo assim eu continuo conseguindo ser fiel ao meu tempo mais tranquilo, tempo cinco, como chamava um amigo em suas aulas de teatro.
Este tempo é um tempo meio que meditativo, me lembra o movimento do Tai Chi Chuan.

E é incrível que mesmo no final do ano, ainda com tanta coisa para resolver independente das festas, eu esteja tão serena, tão no tempo cinco.

O fim de ano traz muito agitação, talvez pelos preparativos de Natal e Reveillon. Ele deixa as pessoas mais na correria, no stress, pois há tanto o que resolver, presentes para comprar, férias a planejar, o ano para fechar.

Mas de um outro lado acho que o final de ano traz também um descompromisso, um clima de férias, e com isto, uma vontade de relaxar, de deixar pra depois, de descansar a mente e o corpo, de não se importar com nada.

Há muitos anos que, mesmo com meu habitual tempo cinco, eu me encaixo no time dos que ficam irritados, na correria, e ansiosos para as festas. Talvez a irritação venha exatamente por eu forçar o meu tempo natural.

Este ano, porém, eu estou tão tranquila, tão serena e relaxada, que preciso me lembrar que o Natal está quase aí e eu ainda não comprei presentes, não montei árvore, etc.

Mas estou me sentindo muito bem neste meu tempo natural, até porque acho que o verdadeiro espírito do Natal é em tempo cinco. Tempo de reflexão, de calma e serenidade.

Os presentes são importantes, pois a doação – qualquer tipo, e por que não a material? – é expressão de amor, carinho e concideração para com o outro. Agora, não aquele consumismo desenfreado transformando a data em comércio.

Mas dá perfeitamente para separar o joio do trigo, é só usar de sabedoria e tranquilidade. E principalmente sentir o que vai dentro de cada um. Parar para sentir!

Aproveito este texto para desde já desejar feliz festas aos meus leitores! Um ótimo Natal e um Ano Novo de muito amor, luz e sabedoria! Que o brilho do Sol, regente de 2009, ilumine a vida e o caminhos de cada um de vocês.

Mas não estou fechando o ano aqui no METAMORFOSE , não. Mesmo no meu tempo cinco acentuado com o clima de fim de ano, também não sei ficar sem produzir e escrever. Ainda teremos muitas coisas aqui neste mês de dezembro. Trarei mais uma Deusa, começarei a falar sobre os chakras, trarei também um texto sobre o Solstício de Verão – o festival de Litha no calendário Celta – e muitas outras cositas mais.

Um beijo grande a todos!

Anna Leão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »