água Manannan Mac Lir Oxum poema. poesia

No Fluir das Águas

Hoje quero fluir com a água
Me deixar levar pela correnteza do rio
Pelo fluir das águas das fontes
Pelas ondas e marolas do mar
Quero respirar com o oceano
E mergulhar em suas águas profundas
Navegando por suas ondas grandes e pequenas.
Quero saborear a beleza do ir e vir
Do avanço e do recuo
Do fluxo e refluxo da morada de Manannán
Quero me deliciar com a leveza da chuva, mesmo quando torrencial
Purificando a alma e a existência.
Hoje preciso de água, água ,água
Para me acalmar, me serenar, me limpar
Hoje preciso do cheiro da água doce
De suas bênçãos, de sua cantiga em meus ouvidos
Hoje preciso das graças de Oxum
Me relaxando, me acalmando
Me ensinando a fluir mais, bem mais.
Me toca Mãe
Banha meu corpo e minha alma
Me renova mais uma vez!

                                                     Anna Leão. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »