BLOG METAMORFOSE poema. poesia

Peregrina

Sou uma peregrina da vida
Onde ela pode me levar eu não sei
Mas sei que ela me quer e eu a quero

Transformo minhas mudanças em presentes para mim mesma
Trabalho o que para mim é vital em cada momento

Sou uma peregrina da alma
Com ela comungo com os quatro elementos
Me sintonizo com suas forças
Para me fazer inteira
Mergulho em suas energias
Para me sentir completa

Sou uma peregrina da Arte
Que com seus mistérios tudo transforma
Que se funde em mim de várias maneiras
Que me faz transpirá-la por meu corpo inteiro

Sou uma peregrina
Sou uma peregrina
Sou uma peregrina

Livre
Selvagem
Natural
Sempre peregrina…
De mim mesma.

Anna de Leão (Favor mencionar fonte e autoria ao reproduzir este poema).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »