rabiscos de Anna

Escrevendo…

Enquanto estou com uma caneta na mão tudo se serena.
Quer me ganhar? Coloca-me para escrever. É nessas horas que vêm as poesias. 
É engraçado que elas brotam ora quando estou bem calma e centrada, ora quando preciso exatamente alcançar esse estado, quando estou nervosa ao ponto do desespero. 
Surpreendeu-se com isto?! 
Sim, acredito! Eu mesma me surpreendo… Mas já devia saber… Sempre tive esse padrão, ou quase sempre.
Muita sensibilidade para tanta intensidade! Será isto uma  contradição?!
E me vejo num momento em que tantas crenças são postas abaixo, em que tantas certezas absolutas desmoronam como uma torre de babel… 
E só posso ter certeza de uma coisa, ideais só são realmente verdadeiros quando passamos pelas experiências a que eles se referem. Enquanto isto não acontece, eles são apenas pseudo- ideais.
A. L.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »