Poema

Selvagem

 

Esta sou eu!
Translúcida, bêbada, apática.
Esta sou eu!
Linda, etérea,voraz.

Esta sou eu!
Moça, menina, mulher.
Esta sou eu!
Volúvel, ingênua, sagaz.

Quero tua veia
Quero teu cheiro
Quero teu sangue
Quero teu sêmen

Me quero a vida toda
Me quero toda inteira
Te quero docemente
Te quero loucamente

Amor, homem, cheiro
Sexo, calor, corpo inteiro.
Você, eu, nós dois
Um homem, uma mulher e depois.

Anna Leão (favor mencionar a autoria e fonte ao reproduzir este poema)

(2) Comments

  1. UAU!!!

    Essa sua poesia – linda!!! – me lembrou de uma outra, minha.

    Hehehe…

    Pensei um bocado nela ontem…

    É, amiga… sommos mesmo filhas da mesma MÃE!!!

    Beijo grande!!!
    Lydiah.

  2. ANNA LEÃO says:

    Tinha alguma dúvida disso?!

    É amiga, não foi atoa que ela nos juntou!!!!

    Beijo enorme!!!!

    Anna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »