rabiscos de Anna

Serenidade, intensidade…

Serenidade, intensidade
Intensidade, serenidade…

Como posso angustiar-me se sei que sou uma alma intensa em busca de paz, tranquilidade e serenidade?
E quando tenho tanta calma me sinto em busca da paixão, da ânsia, do vigor da intensidade…

Oh alma contraditória esta minha! Por que não buscar o caminho do meio e se contenta com isto?

Ela me diz que o equilíbrio amortece a intensidade e sufoca a serenidade. Será? Será mesmo?!

Talvez os dois possam coexistir juntos, em harmonia…

E como você irá sentir a intensidade em equilíbrio?

Mas sentir a serenidade em equilíbrio é possível, é fácil.
Porque o equilíbrio é sereno, já a intensidade não.

Então a intensidade não combina com equilíbrio? Então, quando equilibramos a intensidade paramos de tê-la?

Sim. Parece-me que sim. A intensidade é desequilíbrio. Equilibrada é perdê-la. E não vale a pena perdê-la em nome da serenidade. Para a verdadeira serenidade sim. Mas poucos a conhecem. Para muitos esta suposta serenidade é apenas uma pausa para a intensidade. E então as pessoas acham que se equilibraram…. Pobre ilusão…

Anna Leão (favor mencionar fonte e autoria ao reproduzir este texto).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »