Mostrando 8 Resultado(s)
por que quero um amor
Sem categoria

Por que (ou pra que) quero um amor?

Por que quero um amor… Não havia passado muito tempo do término de um namoro, quando comentei com uma amiga que eu sentia a necessidade de me apaixonar novamente, de viver uma nova relação. Minha amiga me disse que eu precisava de um tempo, que eu precisava sentir “aquele” vazio e vivencia-lo totalmente para poder, de fato, estar preparada para …

BLOG METAMORFOSE rabiscos de Anna

Quando o amor bater à porta…

Quando o amor bater à porta, quero estar serena e tranquila para recebê-lo Quero estar despida de preconceitos, receitas e pormenores Quero estar inteira, feliz e preenchida.   Quando o amor bater à porta, quero estar de posse de mim mesma Quero já ter me despedido de traumas e bloqueios Quero poder apreciá-lo com o frescor de uma nova vida, …

BLOG METAMORFOSE Poesia

Transparência

Pequenas nuvens turvam o meu pensamento Procurando esquecer o pesar do meu sofrimento Vivenciando o passado arrependido de um breve momento Para poder dissecar ainda com angústia o torpor de um  sentimento   Faz-me descer desse céu cinzento para eu enxergar a luz Faz-me revirar minhas certezas e incertezas para eu encontrar a luz Faz-me desistir do que não tem …

BLOG METAMORFOSE rabiscos de Anna

Nós dois…

Era tudo uma coisa só, éramos dois em um… Eu e ele, ele e eu. Nos misturávamos sem saber onde um terminava e o outro começava. Não havia fronteira entre nós dois. Se havia, era uma tênue linha fina que permitia ser fácil ultrapassar o limite… E limitávamos a sermos apenas nós dois, pois nosso amor era ilimitado. Não precisávamos …

Poema

Triste vício

Tristonho é o meu vício Vício de te amar e de te esperar Vício embriagante de sempre aguardar Por uma palavra amena Por um gesto sereno Por esse olhar moreno. E enquanto você não vem Rabisco palavras avulsas que me fazem tão bem. Aguardo o toque da campainha Para decifrar o sentido nas entrelinhas. Nas entrelinhas do teu gozo, do …

BLOG METAMORFOSE Poema

AMOR

  AMOR… AMOR, VIDA NÃO MORTE. AMOR, SAÚDE NÃO DOENÇA. AMOR, BELEZA NÃO TERROR. AMOR, PAZ NÃO VIOLÊNCIA. AMOR, SANIDADE NÃO LOUCURA. AMOR, LUZ NÃO TREVAS. AMOR, TRANQUILIDADE NÃO TORMENTO. AMOR, O BEM NÃO O MAL. AMOR… PALAVRA GASTA, SENTIDO PERDIDO. AMOR… É ISTO MESMO O QUE A HUMANIDADE SENTE?   ANNA DE LEÃO. (Ao reproduzir este poema favor mencionar …

Translate »